Relicário de memórias, por Aline Roman

Com veia artística e um encontro excepcional de estampas, a assinatura de Aline Roman concebeu um cenário que aflora a conexão da família a partir da personalização e integração dos espaços.

Conexão. Se fosse preciso escolher uma palavra para definir a história deste projeto, com certeza seria essa. A conexão da família, que decidiu iniciar uma nova fase em um apartamento cheio de memórias. A conexão do casal com a arquiteta, que permitiu que os ambientes se tornassem singulares. A conexão das estampas e das cores, com uma ode ao maximalismo, que explora as potencialidades de cada espaço. Enfim, conexão: essa é a palavra de ordem para o imóvel de 300 metros quadrados — que pertencia ao pai do atual proprietário e precisava ser reformado para contemplar o estilo do filho, de sua esposa e dos filhos do casal.

Foto: Eduardo Macarios

Os encontros por vídeo-chamadas redefiniram um novo norte para o apartamento já conhecido pelo Estúdio Aline Roman, pois a arquiteta o havia projetado em fases anteriores. A nova proposta é cheia de sentido, com o objetivo de aflorar o pertencimento nos filhos. Entre o acervo rico da família, com móveis assinados, e as combinações de estampas e cores diferenciadas, o cenário se destaca pelo grau de personalização: “Cada mobiliário escolhido e elemento arquitetônico posicionado tem espaço para respirar e existir em seu todo, ser contemplado em seu todo”, compartilha Aline.

Foto: Eduardo Macarios

Expressando força e, ao mesmo tempo, uma sutileza quase que palpável, a área social é um grande plano horizontal — sem barreiras que impediriam a utilização plena dos espaços. Com estampas que agraciam e tornam o ambiente mais alegre, a sala de jantar recebeu a mesa e as cadeiras que já pertenciam ao acervo da família e o famoso lustre Bengala, assinado pelo Studio Dominici. Um dos pedidos da família, atendido com maestria por Aline, foi o aproveitamento da iluminação natural que abraça os espaços sociais.

Foto: Eduardo Macarios

Uma obra de arte esculpida pela própria natureza, o Granito Palomino personaliza a charutaria e a sua sensibilidade e beleza arrebatadora protagonizam o ambiente. A pedra natural também dá origem a uma bancada e encontra com os painéis de lâmina de nogueira natural e com o piso em formato de escama de peixe para customizar a área.

Foto: Eduardo Macarios

A dupla de poltronas Mole, assinadas por Sérgio Rodrigues, pertencia à família e foi realocada na área — em conjunto com o banco Dinn em camurça, concebido por Jader Almeida. As esculturas de João Turin, os quadros de artistas renomados e as luminárias modernas também receberam um lugar especial na proposta.

Foto: Eduardo Macarios

Pontos-chave
• Integrada à sala de jantar e à charutaria, a mesa redonda Renda, assinada pelos designers da Lattoog, foi a aposta para as refeições rápidas e para servir de apoio. O cantinho recebe uma grande quantidade de luz natural e a atmosfera incentiva o relaxamento.
• Já que o edifício foi construído na década de 1970, algumas alterações foram feitas para garantir a segurança da família. Além das mudanças de alvenaria, Aline alterou todos os revestimentos e refez as instalações elétricas e hidráulicas.
• O layout dos ambientes foi otimizado com expertise pela arquiteta, possibilitando o desfrute de diferentes formas e com a mesma qualidade.

Foto: Eduardo Macarios

Uma verdadeira galeria, a parede do living exibe alguns dos artistas admirados pelos proprietários, como Portinari, Tomie Ohtake, Mário Rubinski, Carlos Colombino, entre outros.

Foto: Eduardo Macarios

Em nome da arte, a arquiteta escolheu móveis soltos com baixa estatura, como o sofá Platô, de Jayme Bernardo, e a mesa de centro em Jacarandá, do Antiquário Cristiano Ross. As poltronas vermelhas e a sobreposição de tapetes trazem o espetáculo de cores, assim como as estampas das almofadas.

Foto: Eduardo Macarios

Com marcenaria assinada pelo Estúdio, a cozinha esbanja acolhimento. As bancadas lineares receberam acabamentos de madeira Freijó e Mármore Branco — resultando em uma composição contemporânea. A ilha central estimula a interação dos moradores e auxilia no preparo das receitas. O ambiente é integrado à copa por meio de um layout que facilita as tarefas do dia a dia.

Foto: Eduardo Macarios

Como um elo, o sofá em formato curvo da copa colabora para a conexão dos ambientes. O sofá de canto e as suas listras tornam o projeto ainda mais autêntico, planejados com a mesa Buni em mármore, assinada por Jader Almeida, e as cadeiras em palha indiana e madeira. O lustre Bengala e as obras de arte remetem à veia artística dos moradores.

As tonalidades claras foram as escolhidas para iluminar a sala íntima e enaltecer a grandiosa estante desenhada pelo Estúdio. A biblioteca da família e os seus títulos são os responsáveis por colorir o ambiente, além dos quadros e suas molduras nobres que decoram a copa. O sofá Scapinelli, um homônimo do seu criador, setoriza a área com excepcionalidade.

Foto: Eduardo Macarios

Para um jovem estudante e atleta, este quarto recebeu uma área para televisão e uma ampla bancada para os estudos. A luminária da mesa de cabeceira foi passada de geração para geração na família, enriquecendo o décor com afeto. O painel em lâmina de madeira nogueira se destaca com as gavetas e as prateleiras que agregam funcionalidade ao ambiente íntimo.

Foto: Eduardo Macarios

Apaixonante, o segundo quarto foi pensado para uma jovem artista visual e é inspirador por si só. Uma grande bancada foi pensada com função de boudoir e de apoio. A tonalidade de verde é o que norteia o décor, concebendo a cabeceira, a escrivaninha e outros elementos multifuncionais.

Foto: Eduardo Macarios

A suíte do casal recebeu a poltrona Oscar, assinada por Sergio Rodrigues, que desenvolve um espaço para leitura com a luminária de piso em latão, do Antiquário Cristiano Ross, e a mesa lateral em ônix, do Oda Design.

O aconchego predomina no espaço, no qual a cama foi adicionada no centro do quarto para garantir fluidez à circulação. A recamier em pele, da Artefacto, e o gaveteiro desenhado pelo Estúdio de Aline enobrecem a proposta e combinam com as portas em lâmina de madeira Carvalho e palha indiana que dão acesso ao closet feminino.

Foto: Eduardo Macarios

Detalhando
1. O hall social, assim como o living, foi revestido com painéis de madeira com lâmina de Nogueira para reafirmar a unidade do espaço multifuncional. O painel vazado em Ipê garante discrição para acesso à área íntima com pouca permeabilidade visual. A poltrona Philipinas se destaca com o papel de parede tropical.

Foto: Eduardo Macarios

2. Em tecido, os revestimentos geométricos e as lâminas de Pau-ferro e de Nogueira personalizam com excelência o espaço de boas-vindas. A recepção demonstra a autenticidade que percorre todo o projeto.

Foto: Eduardo Macarios

As criações e edições realizadas pela Supernova Editora
se enquadram na Lei nº 9.610/98 (Lei sobre direitos autorais),
portanto, possuem proteção contra plágios e cópias.
Assim é vedado ao terceiro a reprodução de obra sem prévia autorização,
sendo que a sua utilização sem a concessão enseja reparação civil.