Vídeos

A artesania é um dos grandes legados do povo mexicano. Diz a lenda que as esculturas de madeira esculpidas à mão, conhecidas popularmente como os Alebrijes de Oaxaca, espantam os maus espíritos e trazem sorte a quem recebe. Quem caminha pelas ruas do país é apresentado a feiras dos mais singulares artesanatos: bordados, cerâmicas, prataria e bonecas de pano são algumas das obras, sem contar a pluralidade de tecidos e estampas. Somando-se a isso, só as maravilhas naturais para elevar a beleza do país que possui ruínas famosas, mares translúcidos e arquiteturas históricas.

Como de praxe da Casa Sobrado, a decoração traz sensibilidade à composição, a exemplo das peças assinadas pela Nara Ota.

Ao viajar para o México, Michel Hüning e Jean Lorenzett, da Casa Sobrado Arquitetura + Interiores, receberam toda a inspiração que precisavam para este projeto, localizado em Itapema para o veraneio do casal e suas duas filhas. Como pedido dos clientes, os ambientes transmitem a sensação de deleite, a vibração da praia que reflete a vida descomplicada.

A cor que transmite paz é a condutora da proposta, pensada para a família relaxar e receber os seus convidados. Além da madeira que dá vida a elementos únicos, os móveis assinados foram escolhidos e enaltecem os ambientes, como a famosa poltrona Mole, assinada por Sérgio Rodrigues.

Os produtores desse espetáculo uniram as referências artesãs mexicanas, a brisa do mar que incentiva o descanso e, claro, o design nacional assinado. “Esse conceito deu origem as criações de um apartamento com essa vibe praiana, de vida descomplicada, uma vida bem vivida, mas sem frescuras”, explica Michel.

Sem dúvidas, este não é apenas mais um projeto latino-americano. Um dos seus diferenciais é a forma que a dupla trabalhou o uso da madeira, trazendo o componente para a maior parte do mobiliário fixo e solto — como alusão à artesania mexicana. Como um pano de fundo, a paisagem abraça a área social integrada e o jantar é contemplado pela luminária de fibra de bananeira, um garimpo feito pelo escritório no nordeste do país, e pela exclusiva mesa Lobb de tons claros. Assim como o item, as cadeiras Bossa são assinadas por Jader Almeida e tornam a estética mais sensível e próxima à natureza por meio dos materiais.

Uma das preocupações foi o uso de materiais resistentes, que permanecessem pelo passar dos anos, por isso, a madeira maciça e as bases em inox maciço com pintura eletrostática foram eleitas para a composição.

Enriquecendo a mesa de sinuca, a luminária foi concebida pelos profissionais e traz a predominância da madeira, trabalhada com zelo por Michel e Jean. A sala também ganhou um buffet com frestas que deixam os objetos arejados e uma decoração que traz frescor para o cotidiano.

O maior desafio do projeto foi a execução do painel da sala, que define o conceito do apartamento: como uma onda no mar. Em primeiro momento, o painel foi detalhado peça por peça, depois ele passou por um processo automatizado e, após cortado, o resto foi realizado manualmente, garantindo toda a sua beleza e unicidade. “É orgulho para todos os envolvidos”, comenta Jean.

O projeto é leve, atemporal e transmite conforto em todos os espaços. Da decoração ao mobiliário, os itens reverberam a aliança entre a ginga praiana e o design brasileiro.

A brutalidade da parede em pedras reafirma o trabalho do povo mexicano. Os profissionais retiraram uma parede que separava a cozinha do restante da área e ela foi posicionada com a sala de jantar — onde são emolduradas pela paisagem marítima. Em aliança com o detalhamento dos armários, as banquetas Doty, de Jader Almeida, complementam o espaço das refeições.

“A suíte master remete à beira-mar, o contato do mar com as areias, aquele sentimento de brisa marinha”, revela o arquiteto. A sensação é reforçada nos tons e texturas dos elementos, como a cama que parece abraçar o usuário, o tapete delicado e os móveis em linhas finas e orgânicas. O projeto é o quarto que os profissionais realizam para a família, definindo tamanha sincronia entre eles. Na área íntima, os guarda-roupas em madeira maciça traduzem o trabalho manual realizado no projeto, dando respiro aos itens através da composição de muxarabis e venezianas.

Artesania e personalidade marcam a composição, afinal, diversos móveis que os compõem são de autoria de Michel e Jean. Alguns exemplos são o mobiliário do lavabo, os guarda-roupas das suítes, as mesas da cabeceiras, entre outros.

A inspiração para o restante dos dormitórios foi o mar e as suas cores infinitas, aparecendo pontualmente entre os elementos amadeirados. Na suíte de hóspedes, o verde esmeralda foi o escolhido. A suíte azul remete à sobriedade das profundezas dos oceanos e a suíte rosa foi inspirada nos dias de entardecer rosados em tom de salmão.

Fotos: Fábio Jr. Severo

Profissionais em destaque

As criações e edições realizadas pela Supernova Editora
se enquadram na Lei nº 9.610/98 (Lei sobre direitos autorais),
portanto, possuem proteção contra plágios e cópias.
Assim é vedado ao terceiro a reprodução de obra sem prévia autorização,
sendo que a sua utilização sem a concessão enseja reparação civil.