Um mix de paraísos, por StudioVert Arquitetura

O apartamento de 160 metros quadrados na praia do Morro das Pedras, em Florianópolis, reúne o que há de melhor em três mundos: a divina serenidade da Indonésia, a alegria despojada da Bahia, e uma vista para o mar de tirar o fôlego.

Quando os arquitetos Roberta Feijó e Antonio Medeiros, da StudioVert Arquitetura, conheceram este apartamento em Florianópolis e ouviram as necessidades e desejos do seu futuro morador, entenderam rapidamente que teriam um grande desafio pela frente. Um jovem e solteiro empresário paulista vinha para Florianópolis em busca de um novo estilo de vida. Ele queria desacelerar, dar um tempo na vida super intensa da gigante e frenética São Paulo, mas trazia consigo uma série de referências de arquitetura e decoração que precisariam ser adaptadas à nova casa. E a tarefa não era simples. 

A conexão com a natureza e a proximidade com o mar deveriam se juntar a um décor despojado, prático e com características marcantes de lugares costumeiramente visitados pelo proprietário: a Bahia, no nordeste brasileiro, e Bali, na Indonésia, que ele costuma passar férias e se identifica com o estilo — Bahia e Bali. Além disso, era primordial criar um layout adequado para as confraternizações com os amigos que viriam vez por outra de São Paulo.

Fotos: Mariana Boro

A reforma começou pela ampliação do living, com nivelamento do piso e paredes em steel frame com fechamento em vidro. Além disso, todos os acabamentos internos e externos foram renovados. Paredes da área social foram retiradas, dando maior amplitude ao espaço e criando um design que valoriza o visual para o mar. No teto, os níveis com marcação de vigas de lâmina de madeira teca e forro em palha emprestam uma sensação de casa ao apartamento.

Fotos: Mariana Boro

O conceito “slow living” do ambiente fica ainda mais evidenciado pela escolha de materiais rústicos e da paleta de cores suave e relaxante, com predomínio de tons de areia, branco e cinza. Boa parte do mobiliário e das peças de decoração foram garimpados em viagens do proprietário, principalmente à Indonésia, e sempre com a curadoria à distância dos arquitetos da StudioVert Arquitetura. Na marcenaria, toda desenhada por Antonio Medeiros e Roberta Feijó, alguns acabamentos, como lâmina de madeira, laca branca, palha e palha natural, se repetem pelos ambientes do imóvel, garantindo continuidade ao projeto.

A integração entre living, sala de jogos, cozinha gourmet e piscina é o que torna este apartamento especial. A incorporação do antigo terraço, com nivelamento do piso, praticamente dobrou a área. A lavanderia foi reposicionada, abrindo ainda mais o visual para o mar.

Na cozinha, a ilha é revestida em quartzito natural e a bancada suspensa — espaço perfeito para acomodar convidados — é de madeira Arboreal.

Fotos: Mariana Boro

O layout do living propiciou que o sofá ficasse posicionado de frente para o mar, provocando a contemplação. Um projetor com tela retrátil garante que, quando se deseja, o visual fique livre de obstáculos.

No piso, foi aplicado o porcelanato padrão cimento queimado da Portinari, que se estende por todo o apartamento. Com a textura ecológica das paredes, dão a ideia de continuidade e fluidez ao projeto.

Fotos: Mariana Boro

A estante em gesso acartonado, especialmente criada para o espaço, foi revestida com a mesma textura do restante das paredes. Cada nicho foi dimensionado para acomodar um objeto específico do acervo do morador. A iluminação pontual garante destaque a cada uma das peças artesanais garimpadas em viagens pelo mundo.

O deck de madeira em torno da piscina demarca a área externa, sem criar barreiras e mantendo a integração com o espaço interno. As antigas pastilhas foram substituídas por pedras Hijau, que revestem inclusive as bordas da piscina, e acabam por criar uma espécie de borda infinita que leva automaticamente o olhar para o horizonte.

Nos banheiros, foi mantida a paleta de cores suave e relaxante do restante do imóvel. A madeira também está muito presente, assim como o porcelanato e as cubas em pedras naturais, trazidas de Bali. Nos boxes, os decks de madeira trazem a sensação de conforto despretensioso, característica de casas de praia.

Fotos: Mariana Boro

Nos quartos, materiais e paleta de cores se repetem, sempre em busca de uma atmosfera tranquila. A simplicidade das linhas retas e a suavidade da decoração ajudam na sensação de conforto e acolhimento. No quarto de hóspedes, a cama tablado foi desenvolvida sob medida e tem um papel fundamental na vida do proprietário: receber e acomodar muito bem os amigos.

Na suíte principal, o layout possibilitou a criação de um espaço de home office e um closet. A bancada com vista para o mar é um presente para o proprietário, que quando está em Florianópolis pode trabalhar de casa aproveitando a melhor das vistas.

As criações e edições realizadas pela Supernova Editora
se enquadram na Lei nº 9.610/98 (Lei sobre direitos autorais),
portanto, possuem proteção contra plágios e cópias.
Assim é vedado ao terceiro a reprodução de obra sem prévia autorização,
sendo que a sua utilização sem a concessão enseja reparação civil.