Modernidade e amplitude, por Priscilla Muller

Assim como o barroco utilizou meios de contrastes entre luz e sombras, a arquitetura partiu deste princípio em busca do partido projetual. A entrada da luz natural no apartamento, em contraste com os materiais nobres especificados, oferece uma harmonia espacial e o reflexo da modernidade nos acabamentos.

Foto: Arq.verso fotografia

Grandes admiradores das expressões de arte, um casal de empresários vive e aprecia a beleza do hoje e a
preciosidade do passado. Em busca de um novo ciclo, eles convidaram o escritório Priscilla Muller Arquitetura, juntamente das arquitetas Aline Noguchi e Vitória Beeck, a remontar um belíssimo quadro da jornada.

O apartamento de aproximadamente 550 metros quadrados, em Curitiba, guarda uma história de muitas recordações e conquistas. Engajadas na rede de acolhimento familiar do casal, as arquitetas pensaram em os receber com muito carinho, que envolveu todas as escolhas, da marcenaria à iluminação.

Ao contrário do que comumente se pensa sobre aquilo que exige cuidado, os materiais escolhidos representam a modernidade atemporal. Não são frágeis ou vulneráveis, são fortes e vistosos, sentem a ação do tempo, do clima, do tratamento como todo material vivo. A madeira carrega, neste projeto, um protagonismo que demarca essas características, exigindo uma atenção especial no tato e na técnica envolvida.

Ela é um material capaz de trazer identidade para o apartamento ao mesmo tempo que aconchega as áreas íntimas. Do living às suítes, a paleta em tons cinzas envolve um degradê monocromático de uma galeria de arte, destacando às cores das obras.

Um estar integrado convida à contemplação das peças artísticas enquanto a claridade de luz natural, propiciada por um pé direito duplo com amplas janelas, ilumina tudo o que toca. O que também alumbra e contrasta na sala de estar, é o belíssimo Pendente Aster, que oferece vida ao conjunto arquitetônico.

Ao centro, a célebre Mesa Central Pétala, de Jorge Zalszupin, une todas as coisas diante de sua reverência. Suas curvaturas, que desafiam a estrutura da madeira pau-ferro, a tornam uma peça singular. Sua delicadeza e sofisticação agregam às poltronas em volta como em um culto à tamanha completude.

As obras de Juarez Machado compõem grande parte dos cenários por todo o apartamento, marcando presença do riquíssimo acervo de arte do casal. Suas cores correspondem a dos móveis soltos pelo hall, compondo uma orquestra suave e moderna.

Foto: Arq.verso fotografia

O destaque na área gourmet é a belíssima composição entre a luxuosa adega para 300 rótulos e o mobiliário da churrasqueira, onde os tons de cinza se intensificam, demarcando a identidade própria do projeto.

Um espaço iminentemente moderno abre espaço para uma linda mesa de jantar, de formas orgânicas, disposta para que o casal possa receber a família e o amigos em datas especiais e, também, no dia a dia. Amplitude e integração serão presente a partir deste arquitetônico, com equilibrada disposição do mobiliário e eletrodomésticos, além de uma escolha personalizada do décor.

PONTOS-CHAVE
• A arte, imitando a vida, entrega ao projeto uma magnífica lareira em Travertino Negro, uma pedra
natural de tom harmônico com pequenos espaços ocos formados pela ação da água. Matéria esta que congrega ao Mármore Hermitage, formando um belíssimo e luxuoso arranjo na estrutura do apartamento.
• As belas poltronas se dispõem aos janelões com vista generosa para o bairro. Proporção do layout
não alterada do apartamento, que traz ainda mais claridade aos ambientes.
• A adega integra jantar, estar e área gourmet, sintetizando a grande rede de acolhimento do casal e a amplificando.

Foto: Arq.verso fotografia

Na cozinha, os pontos-chave são aqueles que destacam o funcional, com acabamento estético ultramoderno. As bancadas em pedra Corian demonstram a aplicação do conhecimento técnico no resultado, pois não possuem emendas em sua composição, o acabamento é totalmente liso e homogêneo, além da durabilidade que torna o material ideal para um ambiente como a cozinha — vantagens que permitiram sofisticação e uma boa execução do controle de qualidade do projeto.

Foto: Arq.verso fotografia

Para os momentos de descanso, as áreas íntimas não entregam o jogo e nem destoam da identidade visual predominante. A paleta cinza dá continuidade às sensações de modernidade e sobriedade, enquanto a madeira natural clara aquece os ambientes. No arranjo decorativo e arquitetônico, a madeira cumpre sua funcionalidade, nos pisos e nas paredes.

O melhor foi escolhido para a aparência e para as questões práticas dos cômodos. O Closet Master Ornare do casal contempla a individualidade e a harmonia de um vida compartilhada a dois. Assim como o banheiro da suíte máster, que possui bancadas para ele e ela, revestida em mármore Bardiglio.

Entregar um espaço dinâmico, com profunda valorização estética em sua totalidade, foi um desafio comprimido pela inspiração de um amor vivido a dois. Aspectos do viver que tornam o agora o auge da vida do casal — um amor pelo cotidiano.

DETALHANDO

1. Formas orgânicas são assumidas pelo décor para complementar a estética moderna. A prateleira minimalista guarda vasos e um lindo conjunto de tons neutros e claros, contrastando o arquitetônico.

2. Destaque para o aparador Teca, cuja simplicidade das linhas é fruto de um intenso refinamento feito por Jader Almeida e resulta em uma estética limpa e atemporal. A peça guarda as outras obras de arte da ÔDA DESIGN de estética orgânica.

As criações e edições realizadas pela Supernova Editora
se enquadram na Lei nº 9.610/98 (Lei sobre direitos autorais),
portanto, possuem proteção contra plágios e cópias.
Assim é vedado ao terceiro a reprodução de obra sem prévia autorização,
sendo que a sua utilização sem a concessão enseja reparação civil.