Para além do efêmero, por Studium Saut Arte & Interiores

A atemporalidade para além de modismos efêmeros é a essência do Studium Saut Arte e Interiores e contemplada neste projeto residencial repleto de personalidade.

A meta primordial para o Studium Saut Arte & Interiores é traduzir as demandas de seus clientes através do olhar apurado, regido pela harmonia e proporção visual das arquitetas, e irmãs, Arianne e Flávia Saut. O cuidado reluz neste projeto residencial de estrutura integradas, onde as arquitetas tiveram a habilidade cuidadosa de setorizar e garantir a privacidade adequada e desejada pelos moradores.

Na entrada do apto, somos impactados por uma cena habitual aos moradores: o gato de estimação elegeu a poltrona como um de seus cantos preferidos. Talvez isso se deva ao fato de ali termos criado  um “pequeno” canto verde, um urban jungle. O biombo divisor de palha natural setoriza esse espaço. O tapete ao estilo boho, sob a curadoria de Cristina Iglesias, deixa tudo mais arrojado.

Um lindo balanço em pêndulo, estilo ninho, traz graça e leveza como destaques neste projeto. Essa peça, que comporta duas pessoas, é o convite simbólico para pensarmos os momentos de partilha e convivência. No plano de fundo, a ampla abertura da janela, interferida pelo Studium para trazer luz natural ao living, permite uma vista magnífica da Oliveira que cresce frondosa no apartamento cobertura.

Foto: Mariana Boro

O uso utilitário dos móveis para separar os espaços de estar e jantar permite uma dinâmica para os ambientes e resguarda a privacidade moderada. Móveis executados por ambiente fazem parte da característica que o Studium Saut tanto preza, o de atelier. O detalhamento cuidadoso e a escolha de cada peça em marcenarias locais, na região do entorno de Blumenau, são personalizadas com ideias originais do Studium e permitem a criação sob medida em sua mais pura essência artesanal.

O sofá sem braço permite a sensação de continuidade desse espaço e se encaixa perfeitamente na estante vazada, permitindo uma fluidez no fluxo entre os ambientes. A parede de fundo, rústica, é revestida de tijolos estilo brick em pedra natural. À noite, uma luz varre essa textura, salientando os movimentos.

A escolha dos revestimentos aliada à paleta de tons pastéis, neutros, permite que a atemporalidade seja marcante neste projeto. Assim, os elementos decorativos ganham ainda mais destaque e vivacidade, como o tapete persa, por exemplo, que embeleza e traz requinte para o living.

Assinada pelo Artefacto, essa mesa de formas orgânicas é o grande ponto-chave desse espaço. As cadeiras, também da Artefacto, receberam um revestimento personalizado para o projeto em camurça natural. A cor laranja terracota conversa diretamente com a paleta e compõe, junto à cristaleira, um ambiente aconchegante e requintado.

O jogo de luz utilizado remonta o cenário ideal destinado ao bar. Uma adega e um frigobar embutidos reúnem o aproveitamento total do espaço, além de possibilitar uma visão das peças da cristaleira, através de um vidro reflecta, trazendo profundidade para o recinto.

Foto: Mariana Boro

A ilha desta cozinha com presença marcante dos tons pastéis harmoniza o ambiente, trazendo o equilíbrio visual almejado. O tom verde dos demais móveis contrasta ao mesmo tempo que combina com a estética moderna de todo o espaço. Os aéreos recebem vidro boreal canelado, trazendo textura para a composição, e a coifa personalizada em cor acinzentada se integra ao ambiente.

Foto: Mariana Boro

A escolha do decorativo deste apartamento busca o melhor do design de interiores, priorizando a qualidade dos materiais e a característica atemporal do mobiliário. A escada desenhada pelo Studium Saut é estruturada em ferro preto e degraus em madeira natural. Soa leve, traz bossa e moderniza a cena. Tudo aconteceu de forma natural e fluida para as arquitetas do Studium Saut nesse projeto, porque suas marcas registradas estão presentes em cada canto.

Segundo elas, a atenção e o cuidado são cruciais. “Observar tudo que há de valoroso em nossa própria região em uma atenção não só específica, mas um olhar vasto nas culturas de nosso tempo e sobretudo nas demandas humanas. Pois tendência, hoje, é saber pensar o coletivo com um código de ética com a natureza, traduzido em bem viver.”

Para este projeto de apartamento, elas valorizam o seguinte pensamento: também muito em voga está a tendência de não seguir tendências. Cada vez mais abrem-se espaços ao inusitado, ao exótico, as expressões sem padronização. Isso enriquece e democratiza a criatividade dentro de qualquer área, sobretudo a nossa.

Permitir a passagem da luz foi uma preocupação desde o início, para aproveitar o espaço da melhor maneira possível. A sala de jantar, portanto, é abraças por grandes janelas e cortinas em tecido degradê. A leveza diáfana trazida para o ambiente reluz o que desejavam os clientes. Em composição com a mesa de madeira natural, as lindas cadeiras de Ale, da Doimo, arejam o jantar.

Próxima à sala de jantar, as arquitetas permitiram o espaço discreto para a churrasqueira integrada, onde os moradores poderão confraternizar e receber amigos queridos. A bancada cimentícia da Dekton, o painel emendado ao armário de textura ripada e a divisória de palha natural trazem a rusticidade apropriada ao ambiente, enquanto a arandela retrátil de parede, de Jader Almeida, e as banquetas Smile, também da Doimo, modernizam a cena.

Foto: Mariana Boro

Seguindo a tendência de uma movelaria e marcenaria integradas, em tom rústico combinado às nuances industriais dos eletrodomésticos, a cozinha segue sendo o coração da casa. Ainda valorizando os espaços e mobilidade fluida, esse cômodo traz sofisticação aplicadas às necessidades dos moradores.

Assim, as áreas íntimas não fogem à regra. Espaços funcionais, com decoração atemporal compõem a cena na suíte principal. Cores neutras, em tons de verde acinzentado e suas variáveis, a mesinha lateral recebe o abajur assinado por Ana Neute, clareando e trazendo mais ludicidade para o cômodo.

No lavabo, pedras naturais dão o charme e a personalidade.  O azul da bancada traz e faz menção ao pássaro e ao papel de parede com temática tropical, da Casamance, que se reflete no espelho nessa foto, enquanto a madeira natural clara e fosca traz leveza e simplicidade. A bandeja na lateral é do mesmo material lapidado da cuba.

As criações e edições realizadas pela Supernova Editora
se enquadram na Lei nº 9.610/98 (Lei sobre direitos autorais),
portanto, possuem proteção contra plágios e cópias.
Assim é vedado ao terceiro a reprodução de obra sem prévia autorização,
sendo que a sua utilização sem a concessão enseja reparação civil.