Não vá embora

Permanência e pertencimento: Mariane Bassegio tem o dom de incorporar as duas premissas nos projetos que concebe. Na residência em Itapema não foi diferente, aliando conforto e autenticidade para o casal e sua filha.

Foto: Michel Corrêa

Em uma de suas músicas, Nando Reis compôs: “laços de ternura e aliança hão de ser a diferença”. Nela, o autor explora a felicidade de se criar afetos e os frutos que boas relações trazem. Esse sentimento a arquiteta Mariane Bassegio conhece profundamente, evocado no vínculo que desenvolveu com o casal e a sua filha de dois anos ao longo dos quatro projetos que executou para a família — entre eles a sede de uma grande empresa imobiliária em Itapema.

Em busca da perfeição, o resultado foi um apartamento que convida à permanência: “é aquele lugar que, quando você chega, não dá vontade de ir embora”, destaca a arquiteta. Os 200 metros quadrados utilizaram a combinação de texturas para as sensações de acolhimento e afeto — principalmente com o uso da madeira, o pré-requisito dos proprietários que viram a referência em um hotel que se hospedaram.

Foto: Michel Corrêa

A sala de jantar recebeu o tom da madeira e o preto, aliando ousadia e aconchego para as garfadas, bate-papos e reuniões em família. As cadeiras em couro caramelo e os painéis amadeirados formam par, assim como a mesa em laca preta e a protagonista: a luxuosa adega em MDF Marmo.

Foto: Michel Corrêa

Um dos materiais mais versáteis e queridos da arquitetura e do design, a madeira desenvolve-se de três maneiras distintas na sala de estar: na movelaria solta, no painel liso e nas ripas com iluminação direcionada — os dois últimos através do MDF Louro Freijó. Além das linhas contemporâneas da luminária de pé, das mesas e do aparador, o espaço recebeu elementos que reforçam a atmosfera de permanência, como o sofá em linho off-white de Ricardo Barddal e o duo de poltronas Reverse em cinza, assinadas pelo ícone Ronald Sasson.

Foto: Michel Corrêa

PONTOS-CHAVE:

• As alterações estruturais foram realizadas para valorizar a paisagem da orla de Itapema, além de tornar a área social mais ampla e integrada. Assim, cozinha gourmet e sala recebem iluminação natural e uma vista de tirar o fôlego.

Foto: Michel Corrêa

• Através de um pedido da cliente, a utilização de diversos tecidos compõe o espaço por meio de mantas, tapetes e cestas, adicionando um toque rústico particular à proposta.

• Mais íntima e descontraída, a segunda sala é o espaço mais especial do projeto, de acordo com a arquiteta. O charmoso décor comprova isso, assim como a mesa de refeições e as poltronas Butiá, concebidas por Larissa Diegoli.

Foto: Michel Corrêa

Abraçando o cenário azul, a proposta da cozinha gourmet elegeu traços minimalistas e sutis para a movelaria fixa e seus revestimentos — assim como a cartela de cores que vai do branco ao cinza. A neutralidade é reforçada pela escolha do mármore Calacata, presente na bancada, paredes e na churrasqueira. O forro em MDF Louro Freijó é um ponto de contraste, assim como as ripas escuras e as banquetas Soneto, da Jhovini.

Foto: Michel Corrêa

As tonalidades sóbrias como o preto e o grafite mesclaram-se à nobreza estética do MDFs Nhotim e Bruna na área íntima, compostas na marcenaria do closet integrado. O espelho reflecta com iluminação interna enaltece a sofisticação da movelaria fixa, assim como o balcão com seis gavetas revestidas em veludo para abrigar joias e outros acessórios. A cabeceira da cama recebeu um painel ripado, estofado grandioso e uma faixa com o MDF Cosmos.

Foto: Michel Corrêa
Foto: Michel Corrêa

Estratégias montessorianas entraram em jogo na suíte da filha, enaltecidas nos objetos que ficam ao alcance da pequena, na cama de baixa estatura e em seu formato lúdico. Por meio do rosa lavado do MDF Sal Rosa e do amadeirado claro característico do acabamento Padrão Galiano, o quarto bicolor recebeu uma marcenaria funcional e conectada. O papel de parede delicado, a iluminação indireta e a cabeceira com faixa de veludo são outros destaques.

Foto: Michel Corrêa

DETALHANDO
1. A contemporaneidade está em todos os detalhes do projeto e faz a conexão dos ambientes. Cores despojadas, traços retilíneos e decoração planejada reforçam a narrativa.

Foto: Michel Corrêa

2. No lavabo, o porcelanato Siena Pecorino compõe paredes, bancada e cuba em tons de cinza. O painel ripado é o complemento perfeito, com iluminação que deixa o espaço ainda mais intimista.

Foto: Michel Corrêa

3. Para acompanhar as refeições, bons rótulos ficam à disposição dos moradores na adega refinada. O MDF Marmo, da Guararapes, é o responsável pelo visual nobre que enaltece as garrafas.

Foto: Michel Corrêa

As criações e edições realizadas pela Supernova Editora
se enquadram na Lei nº 9.610/98 (Lei sobre direitos autorais),
portanto, possuem proteção contra plágios e cópias.
Assim é vedado ao terceiro a reprodução de obra sem prévia autorização,
sendo que a sua utilização sem a concessão enseja reparação civil.