Arte em foco, por Giuliano Marchiorato

Em uma grande área integrada, ambientes minimalistas receberam uma curadoria de peças assinadas por designers de todo o mundo. A mistura de renome foi concebida pelo arquiteto Giuliano Marchiorato e marca o primeiro apartamento do jovem casal de empresários.

Foto: Eduardo Macarios

Amante do universo milenar da arte, que presenteou a humanidade com ícones como a Capela Sistina, o arquiteto Giuliano Marchiorato foi o escolhido para a concepção deste projeto de 440 metros quadrados, cujo casal de proprietários possuía um acervo de obras internacionais e interesse em agregar novas peças para a criação de um cenário inspirador em seu primeiro apartamento, localizado em Curitiba. Essa sinergia foi o que tornou o imóvel uma galeria repleta de significados, respirando as criações de grandes autores para aflorar pertencimento e identidade.

Foto: Eduardo Macarios

Com o objetivo de amplificar as qualidades já existentes de um icônico edifício, com traços contemporâneos e materialidade em evidência, o arquiteto explorou a integração entre o externo e o interno, mimetizando a transição entre os ambientes para o diálogo ser pleno. Assim, a prioridade foi por materiais que enaltecem essa conexão, como a área social que possui um piso único, contínuo e neutro de microcimento, “que integra todos os espaços e valoriza o mobiliário escolhido”, conforme explica Giuliano.

Foto: Eduardo Macarios

As características externas do edifício foram pinceladas nos principais ambientes, como o ripado em concreto natural que distribui modernidade na área social e na varanda, integradas por Giuliano. O arquiteto reposicionou uma parede para estabelecer a plena conexão entre living e o home theater, resultando em um pano de fundo sóbrio, com materiais em sua essência. Os dois ambientes foram setorizados por sofá com duas frentes, podendo ser utilizado dos dois lados para otimizar a área.

Foto: Eduardo Macarios

O céu de Curitiba é mais uma das inspirações que circundam o projeto, assemelhando-se a uma galeria particular e afetiva. A dupla de mesas de centro Roots, assinadas pelo designer Jader Almeida, integram a proposta, concebidas com madeira natural, renovável e reciclável. Em sua companhia, a premiada poltrona Mole, desenhada por Sérgio Rodrigues há mais de seis décadas, e a mesa lateral Tucano, com design próprio do arquiteto, dão vida ao apartamento. As poltronas Shell, do Estúdio Bola, auxiliam no conforto e na singularidade da área com suas linhas sinuosas e orgânicas.

Foto: Eduardo Macarios

Pontos-chave
• O minimalismo foi alcançado com pontualidade pelo arquiteto por meio da pureza dos elementos, da iluminação estratégica e do uso contínuo de cores sóbrias.
• Uma dupla de poltronas Moeda, de Zanini de Zanine, também fazem parte da curadoria do apartamento.
• Segundo o arquiteto, a versatilidade de designers é outro ponto interessante da proposta, que conta com nomes brasileiros e internacionais.

Um dos objetivos para a concepção do espaço gourmet foi o de trabalhar com elementos que continuassem a integrar visualmente a área social. Revestidos em inox, os armários suspensos garantem um equilíbrio de cores excepcional, aliando-se à bancada em Granito Preto Absoluto Serrado. Na área de confraternizações, um par de cadeiras 56 Petecas, do Cultivando em Casa, foram adicionadas — assim como as banquetas Torno e as cadeiras Iaiá, ambas do designer Gustavo Bittencourt.

Foto: Eduardo Macarios

Durante a obra, que durou seis meses, o escritório uniu dois quartos comuns para criar um grande “hotel boutique” — com acolhimento irreverente e uma vista de tirar o fôlego. A cabeceira, responsável também por setorizar o closet do restante do quarto, foi executada em laca branca acetinada, combinando com a cama italiana em couro. Ao fundo, a obra de arte chama a atenção para o ponto de cor no ambiente.

Detalhando
1. Os ares cosmopolitas estão presentes por meio das cores vibrantes, que permeiam elementos pontuais, pelos materiais nobres e pelas texturas variadas. Como uma grande varanda percorre todo o projeto, o resultado lembra um apartamento suspenso, como considera Giuliano.

Foto: Eduardo Macarios

2. All black, a cozinha recebeu um mobiliário planejado eficiente, no qual as linhas minimalistas surgem novamente. Os materiais nobres, como o Granito Preto Absoluto Serrado, elevam a estética do ambiente culinário.

Foto: Eduardo Macarios

3. As paredes foram exploradas para expor as diversas telas e outros objetos dos proprietários. Assim, o pertencimento é estimulado sem abdicar dos conceitos estéticos que protagonizam.

Foto: Eduardo Macarios

4. O modernismo das peças de Gustavo Bittencourt foi inserido com assertividade no projeto, como exalam as cadeiras Iaiá em preto, na sala de jantar do casal. Como contraste, as coloridas cadeiras 56 Petecas, do Cultivado em Casa, foram as apostas.

Foto: Eduardo Macarios

As criações e edições realizadas pela Supernova Editora
se enquadram na Lei nº 9.610/98 (Lei sobre direitos autorais),
portanto, possuem proteção contra plágios e cópias.
Assim é vedado ao terceiro a reprodução de obra sem prévia autorização,
sendo que a sua utilização sem a concessão enseja reparação civil.